Sexta-feira, 4 de Abril de 2008

Águas Frias - Concelho ou Conselho?

 

A este pequeno largo, exactamente na confluência da Rua Dr. Álvaro Gomes e da Rua Central, toda a gente chama, desde tempos imemoriais (os mais velhos já o ouviam chamar dessa forma aos seus próprios progenitores), o Cons(c)elho ou Largo do Cons(c)elho.

Bom, o que ninguém me conseguiu explicar ainda é se deveremos grafar Concelho ou Conselho. Também, verdade seja dita, ainda não tive a disponibilidade necessária para dedicar as necessárias horas e dias que uma investigação aturada exige, mais a mais, se tivermos em conta que, no mínimo, terei de me deslocar ao Arquivo Distrital de Vila Real ou de Bragança.

Mesmo assim, atrevo-me a dizer que me parece pouco consistente a designação Concelho, já que, mesmo tendo em conta a existência do município do Monforte de Rio Livre, ali mesmo ao lado, nem assim faria sentido um largo do Concelho em Águas Frias.

Já a designação de Conselho me parece mais correcta. De facto, não é despiciendo pensarmos que na aldeia houvesse, como em tantos outros povoados, um grupo de anciãos que providenciava as decisões mais importantes para a comunidade. Ora, desse ponto de vista, não é difícil aceitar que o nosso largo se chame, de facto, do Conselho, configurando o local onde teriam lugar as reuniões do, à época, mais importante órgão de gestão da aldeia.

A verdade, contudo, é que o espaço nunca deixou de ser, porventura, o mais nobre da localidade. Não haverá ninguém que não se lembre de ser aí que, aos domingos, quer depois da missa quer depois do almoço, se  juntava a maioria dos homens. E se uns estavam na taberna da Tia Adélia jogando a sueca, o chincalhão ou o murro do trigo, muitos havia que, permanecendo ao ar livre, ocupavam o seu  tempo jogando o chino ou as altas enquanto outros viam, conversavam ou comentavam.

Mas também era aí que, nas quentes noites de verão, depois do fecho da taberna, permanecia a mocidade, sentada nas escvadas do capitão Claro, conversando e até cantando noite dentro.

Hoje, é o café do "Parente", o meu querido amigo Rique, que concita as atenções da malta que, tendo outras opções, ainda não consegue deixar de considerar o Largo do Conselho como o ponto de encontro por excelência da nossa aldeia.

publicado por riolivre às 22:53
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. TEMOS UMA ESCRITORA

. NATAL 2015

. POR TERRAS DE MONFORTE

. O CASTELO, SEMPRE!

. O CASTELO FOTOGRAFADO PEL...

. XXIII ENCONTRO DE BLOGUES...

. JÁ NÃO HÁ ENTRUDO

. ...

. APONTAMENTO

. XXII ENCONTRO DE FOTÓGRAF...

.arquivos

. Março 2016

. Dezembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Maio 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Março 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Novembro 2011

. Julho 2011

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

.links

.on line

online

.rádio

blogs SAPO

.subscrever feeds